• Andre

Qual o melhor? PREZZI ou PowerPoint?


Em um estudo recente, Harvard concluiu que o PowerPoint é “uma colossal perda de tempo e dinheiro”. Olhe só uma parte da matéria do jornal onde foi publicado o estudo:

“...O Microsoft PowerPoint se tornou "a" ferramenta para apresentações, mas a ciência vem descobrindo o que todo mundo suspeita, talvez esse tipo de apresentação não seja realmente benéfica para o ambiente corporativo e o PowerPoint como um todo, seja um erro.

Algo que escapa da maioria das pessoas é que criar uma apresentação instigante, informativa, cativante e memorável não é fácil. A Apple tinha dezenas de pessoas entre roteiristas, coaches (no bom sentido) e especialistas em ritmo, dinâmica de palco, etc. As apresentações do Steve Jobs eram feitas, refeitas, ensaiadas, testadas, afinadas e otimizadas.

Não vai ser o Dr. Armando do RH que vai conseguir repetir isso.

O resultado são as apresentações chatas e intermináveis, que já me fizeram cair no sono mais de uma vez, pois o mais comum é o sujeito escrever um slide com umas 500 palavras, entre tópicos, subtópicos e asteriscos, aí ele vai e... lê tudo que está sendo mostrado no projetor.”

Matérias como essa fazem pessoas fugir do PowerPoint como o diabo foge da cruz. “Descobri qual é o grande problema das minhas apresentações ruins! É culpa do PowerPoint!”. Recebo centenas de perguntas sobre quando vou lançar um curso de Prezzi, afinal se o PPT é o grande problema, o Prezzi só pode ser a salvação certo? Errado!


Entenda que a ferramenta apenas traduz aquilo que está na sua cabeça! Se não estiver disposto a mudar sua mentalidade e aprender conceitos de uma excelente apresentação, coisas como storytelling e design, você pode usar a ferramenta que quiser (powerpoint, Prezzi, keynote, ou o que surgir de novo no mercado) que os seus erros continuarão os mesmos. Mas é claro que é muito mais fácil para o ser humano terceirizar a culpa para a ferramenta do que assumir as suas limitações e procurar por conhecimento e alternativas para sair de sua zona de conforto e começar a criar coisas que realmente se destaquem.


Mas agora você deve estar pensando: “André, não sou designer e na verdade sempre tive dificuldade na área criativa. Isso não é para mim!”. Boas apresentações, animações diferenciadas e efeitos de imagem, são feitos a partir de bases e estruturas, que qualquer pessoa pode aprender. É isso que isso ensino há alguns anos de forma simples e prática.

Não é uma questão de mudar a ferramenta que você utiliza, mas sim de mudar quem você é hoje. Se você tem vontade de aprender, é possível criar apresentações tão boas, se não melhores que as do Steve Jobs. É tudo uma questão de aprendizado, insistência e consistência.


Ah, minha preferência? O PowerPoint, sempre o PowerPoint.

2 visualizações
Logo-horizontal.png

FANTASTICA FABRICA CRIATIVA LTDA

Todos os direitos reservados.

CNPJ: 30.566.128/0001-88

  • YouTube
  • Instagram
  • Spotify ícone social
  • Facebook ícone social